domingo, 22 de janeiro de 2017

Inspiração




Uma certa quantidade de gente à procura

de gente à procura duma certa quantidade


(início do poema de Mário Cesariny com o mesmo título)



Mário Cesariny, linha d´água


-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-



À tarde, antes que o sol se atole
no horizonte da incógnita
fico no sobressalto do encontro.

Sento-me nas pedras gastas
do cais e espero. Confio nela.
A noite há-de trazê-la de volta.

E volta terça, fria, às vezes confusa,
sempre desgrenhada,  mas
com a ânsia de ser tomada.

Penteio-lhe as algas verdes
revoltas, até que o brilho se faça e,
por entre os dedos, escorram

madeixas em linhas de ouro.
E o esteio de mansas bordas
verdes aloire e alargue de águas.

No descaminho dos dias pardos
inspiração é a luz que me guia.


hajota

49 comentários:

  1. Que bom ver que nem o caminho, desencaminhado, dos dias cinzentos e frios, lhe consegue subtrair a inspiração, Agostinho.
    A tela de Cesariny ilustra tão bem as suas palavras...

    Tenha uma semana cheia de luz e calor humano.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Ondas que vão e voltam num ritmo cadente e inspirado.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  3. A inspiração. Essa vertigem ajustada à alma. Importa ter no olhar aquele espanto deslumbrado que dá às palavras o pretexto de poemas assim, a pulsarem no seu coração de poeta, meu amigo Agostinho.
    Muito belo!
    Uma boa semana e um beijo.

    ResponderEliminar
  4. A luz que se encontra... algures... nos locais mais inesperados... Porque nasce em nós...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  5. Quando inspira
    o mar entra inteiro no poema
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. ... e as marés do nosso contentamento.
    Olhar o poema e vêr esse mar (ou rio a chegar), por entre os dias da espera, dá-nos o sonho de lá estar.
    Muito belo 'chará'
    Uma semana dessa luz...
    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  7. e volta sempre, como amante dedicada!
    sabe ser bem possuída, a inspiração que te toma.

    não por acaso que as ninfa são marinhas.

    gostei muito

    caloroso abraço

    ResponderEliminar
  8. Uma bela metáfora em forma de mar, também de mulher, para traduzir o processo poético!
    Gosto da sua Inspiração!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. não importa o dia. nem a hora...tão pouco o local, que venha desgrenhada, desassossegada, despida de tudo menos das metáforas, e que volte...sempre.
    e que nunca desiluda o Poeta (nem os seus leitores)
    gostei muito.
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
  10. Imagem e poema na dose certa;
    Bela inspiração.
    Bom finzinho de janeiro.

    ResponderEliminar
  11. Uma inspiração rara que expande luminosamente em brilho singular,
    a se fazer corpo em palavras, traduzindo o imenso talento deste
    Poeta a encantar os seus leitores.
    Aprecio imensamente esta sua singularidade (originalidade...) poética, Agostinho.
    Um beijo.
    Ps: Muito grata pelos seus comentários singulares e valorosos deixados no meu
    no blog.

    ResponderEliminar
  12. A inspiração é uma luz que muito nos ajuda para a vida.
    Excelente poema, meu amigo, gostei imenso.
    Agostinho, continuação de boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  13. Nunca se pergunta às metáforas para onde vão
    e assim o teu poema meu caro
    está para lá de ti
    é o que eu quiser

    Sempre um prazer visitar-te poeta
    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Uma amante fiel, esta tua inspiração! Nota-se nas palavras que te inspira!

    Beijos, Agostinho :)

    ResponderEliminar
  15. Olá Poeta! Tenho andado um pouco ao redor e descurei as visitas...
    Voltando hoje, com que é que me deparo? Com uma reluzente pepita!
    Parabéns 😤

    ResponderEliminar
  16. Que continues sempre inspirado, dando-nos a oportunidade de sentir, ler e ver as belezas que tu amigo, oferece a todos nós em forma de versos.
    Um forte abraço e que seus dias sejam felizes.

    ResponderEliminar
  17. Gosto dos teus poemas, que a inspiração não te falte.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Adorei o comentário lá no meu blog! Sempre com bons ventos e muita riqueza de palavras. Excelente!
    Um abraço e beijinhos, Agostinho.

    ResponderEliminar
  19. Que a inspiração ilumine sempre o descaminho dos dias pardos e que estes sejam muito raros.

    Abraço com votos de bom final de semana

    ResponderEliminar
  20. Um vislumbre, um olhar, um sentir, e algo começa a crescer, a galgar, como se nada a pudesse parar...
    Depois, esboçadas as formas, a tentação de limar as arestas, até que um ponto, final, diga que é tempo de regressar.

    Forte abraço, Agostinho

    ResponderEliminar
  21. Uma inspiração loura, luminosa, perfumada a maresia...
    Um poema belíssimo, estimado amigo.
    Dias felizes, apesar de pardos...
    Abraço caloroso.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  22. Bem bonito e bem desenhado poema, de suavidade de que se gosta.
    Abraço

    ResponderEliminar
  23. A inspiração... nem sempre nos ajuda a compreender o mundo... mas uma diferente leitura... pelo menos, permite suportá-lo...
    Que nunca nos falte inspiração... essa luz que nos guia...
    E acabei mesmo de ler... uma belíssima inspiração, por aqui!
    Beijinho! Feliz e inspirada semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  24. Que belo escorrer de poesia
    numa entrega sentida e nua
    da alma de um poeta.


    ResponderEliminar
  25. Sempre grandes e maravilhosos seus versos! Parabéns! Que os dias se alarguem e que o amor una os humanos. Abraços. Laerte.

    ResponderEliminar
  26. Bem inspirador.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  27. Voltei para ver as novidades.
    Mas gostei de reler este excelente poema.
    Bom fim de semana, caro amigo Agostinho.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  28. Puxa! Mas isto é uma linda oração poética 😍
    Muito lindo poema 👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderEliminar
  29. Foi a tela que inspirou o poeta ou o contrário ?!

    Um poema em que o mar e amar se fundem em palavras e gestos. Muito belo!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  30. Achei mais denso do que o costume, mais hermético.
    Beijinho.:))

    ResponderEliminar
  31. Por vezes chega atrasada ao encontro marcado.
    É assim, gosta de fazer palpitar o coração e de colocar ânsias nos dedos nervosos
    para, depois, ser mimada com palavras doces e belas como as do poeta.
    Basta saber esperar, não é poeta?
    Bjo, Agostinho :)

    ResponderEliminar
  32. Eis um belo poema. Gostei.
    Parabéns, amigo Agostinho.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderEliminar
  33. Excelente poema!
    Quase tão bom como o dedicado à Casa da Mariquinhas... :)))
    Obrigada, gostei mesmo, sem piada...

    Obrigada pela carinhosa presença e parabéns à minha "CASA".

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  34. Espero que esteja tudo bem contigo.
    Continuação de boa semana, amigo Agostinho.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  35. OI AGOSTINHO!
    POEMA BELÍSSIMO, INSPIRAÇÃO PURA, AMIGO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  36. INSPIRAÇÃO E VIAGEM AUGUSTA
    AO AGOSTINHO.

    A noite há-de trazer dos fins dos mares
    Além de velas vãs e vivas vozes
    Soluços de saudades e atrozes
    Cansaços e lembranças de outros ares.

    O nauta percorreu vários lugares
    Em portos e em porres de altas doses,
    Vagando a divagar e ouvir velozes
    Ventos nos vãos das velas aos cantares.

    O porto está à proa e há algo mais:
    Há uma atracação no fim do cais,
    Há a graça de encontro feito prece

    E há saudade a ter definição,
    Já mitigada a alma e o coração:
    É o amor que se vai, mas permanece.

    Grande abraço, Agostinho! Belíssimo poema "INSPIRAÇÃO" que o li e fiz a minha releitura como um arremedo com aleijão do aprendiz. Minha admiração ao ilustre poeta. Cordialmente. Laerte.

    ResponderEliminar
  37. Lindo poema que fala de sereias com cabelos de algas verdes...que seria do mundo sem a inspiração dos poetas?
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  38. Esperando que tudo esteja bem, aí desse lado, deixo um beijinho, e o desejo de um óptimo fim de semana!...
    Ana

    ResponderEliminar
  39. Bonito. Eu sou desajeitada para poeta.kis :=}

    ResponderEliminar
  40. Espero que esteja tudo bem...deixo os desejos de uma boa semana.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  41. Ola! Me siga no Google+ e no Blog, que eu sigo de volta. abraços

    http://nintudo.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  42. Gostei de reler o teu excelente poema.
    Bom fim de semana, caro amigo Agostinho.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  43. Boa tarde, belo e expirado poema, que a luz seja permanente, Mário Cesariny é fantástico no seu trabalho.
    AG

    ResponderEliminar